Madeira é a região do País com a maior taxa de participação no programa Eco-Escolas

Implementado na Madeira em 2000, o Eco-Escolas teve uma evolução exemplar. No último ano lectivo foram 138 os estabelecimentos de ensino participantes – entre infantários, creches, escolas e centros de actividades ocupacionais – envolvendo mais de 26 mil alunos e 3.500 professores”, disse esta sexta-feira a Secretária Regional do Ambiente e Recursos Naturais, Susana Prada, na cerimónia de entrega de galardões de qualidade a 13 escolas que se destacaram na implementação do programa Eco-Escolas e 21 certificados de reconhecimento internacional aos respectivos professores coordenadores.

“Estes números confirmam o sucesso da iniciativa e fazem da Madeira a região do país com a maior taxa de participação – 64% -, um número que nos orgulha, ainda mais considerando que a zona do país que surge em segundo lugar tem uma taxa de participação de apenas 30%”, disse a governante, acrescentando “é graças ao empenho, à dedicação e à persistência de todos os envolvidos que alcançámos estes resultados”.

Susana Prada lembrou também que, ao longo dos anos, o programa cresceu e hoje está presente em 64 países, em 49 mil escolas, o que levou a UNESCO a classificar o programa como a maior rede internacional de professores e alunos a trabalharem na educação para o desenvolvimento sustentável.

Pin It on Pinterest