easyJet abandona Ponta Delgada em outubro

A easyJet vai abandonar a rota Lisboa-Ponta Delgada em outubro. Quem o disse foi director da easyJet em Portugal, José Lopes, explicando que a companhia não conseguiu entrar naquele mercado com a oferta mínima de qualidade.
Recorde-se que companhia aérea de baixo custo tinha iniciado esta rota há dois anos.
“Nós não saímos por o tráfego de Ponta Delgada estar a baixar – estava a crescer – mas, na nossa conjuntura, não conseguimos ter a oferta que queríamos, que era, no mínimo, ter dois voos diários. Não tendo essa capacidade preferi retirar e transformar essas rotas em rotas diárias em outros destinos”, disse José Lopes, lembrando que a easyJet lutou três anos pela liberalização daquele mercado.
Por sua vez, o presidente da Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada (CCIPD) lamentou o abandono da rota Lisboa-Ponta Delgada pela companhia aérea de baixo custo easyJet, considerando que é “um revés” para o turismo dos Açores.
“A presença das companhias low cost nos Açores catapultou a importância na concorrência e gerou os pressupostos para os preços baixos que temos tido nas ligações aéreas com o resto do país. A perda desta multinacional é sem dúvida um revés para o turismo dos Açores e até para os açorianos na medida em que consolidavam os preços baixos”, afirmou Mário Fortuna.
Para o presidente da Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada, a easyJet foi “uma empresa instrumental no processo de liberalização das rotas e trouxe aos Açores uma notoriedade que não tinham antes”.
A operadora de baixo custo easyJet foi a primeira operadora a surgir no mercado, quando em março de 2014 se procedeu à liberalização das rotas para Ponta Delgada e Terceira, vindo a competir no mercado açoriano com a Ryanair.

Pin It on Pinterest