Polícia Marítima deteta e acompanha navio de ONG com 800 migrantes no Mediterrâneo

A Polícia Marítima, no decurso de uma missão de patrulhamento, no âmbito da Operação JO Triton da agência FRONTEX, a decorrer no mar Mediterrâneo, detetou e acompanhou até à sua atracação no porto de Brindisi, um navio de uma ONG, com cerca de 800 migrantes bordo.

A participação da equipa portuguesa teve início no dia 1 de junho e decorrerá até meados de agosto de 2017, período em que a Polícia Marítima irá colaborar com a “Guardia di Finanza”, no desempenho das funções de Guarda Costeira Europeia, destacando-se como missão principal a vigilância das fronteiras marítimas Italianas e externas da UE, no controle da imigração ilegal, no combate ao crime organizado transfronteiriço, nomeadamente, a repressão à criminalidade no mar e ao narcotráfico.

A equipa portuguesa destacada em Brindisi é composta por 7 Agentes do Grupo de Ações Táticas da Polícia Marítima, contando ainda com um elemento destacado no Centro de Coordenação Internacional, em Roma, Itália, com as funções de oficial de ligação entre a equipa e a agência FRONTEX.

Polícia Marítima deteta e acompanha navio de ONG com 800 migrantes no Mediterrâneo
Classificar este artigo

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

X

Pin It on Pinterest

X