Marinha treina cenários de terrorismo marítimo no Mediterrâneo

O navio patrulha oceânico Viana do Castelo larga hoje de Lisboa com destino a Toulon (França) para participar no exercício SEABORDER 17, no período de 3 a 6 de outubro, em que participam os 10 países da Iniciativa 5+5.

O grupo dos 5+5 é constituído pelos países magrebinos Mauritânia, Marrocos, Argélia, Líbia e Tunísia, e pelos países da bacia do Mediterrâneo, onde se inclui Portugal, Espanha, França, Itália e Malta.

No exercício anual dos 5+5, participam meios navais e aéreos da Argélia, Espanha, França, Itália, Malta, Marrocos e vários observadores internacionais. da Marinha e da Força Aérea daqueles países. Portugal participará com o Navio da República Portuguesa (NRP) Viana do Castelo.

O exercício contempla cenários de terrorismo marítimo e de fluxos migratórios irregulares com origem nas alterações climáticas. Está igualmente previsto ser realizada a interceção de um navio mercante reportado como ligado a uma rede de crime transnacional com destino a um porto europeu bem como ações de cooperação internacional no âmbito da busca e salvamento no mar.

O objetivo do exercício passa por criar mecanismos de troca de informação e procedimentos de cooperação estimulando simultaneamente as relações de confiança entre as Marinhas e Forças Aéreas dos 10 países, por forma a melhorar a atuação conjunta e eficiente em operações internacionais de segurança marítima no mar Mediterrâneo.

Nesta missão o NRP Viana do Castelo embarca ainda uma equipa de abordagem dos Fuzileiros.

Pin It on Pinterest

Advertisment ad adsense adlogger