Polícia Marítima resgata 75 migrantes à deriva no Mar Egeu

A equipa da Polícia Marítima, em missão na ilha grega de Lesbos, resgatou durante a esta noite mais 42 migrantes (21 sírios e 21 iraquianos), dos quais 14 crianças, 2 bebés e 14 mulheres que, durante a noite, tentavam efetuar a travessia do Mar Egeu entre a costa da Turquia e a Grécia, navegando num bote de borracha. Na noite anterior havia resgatado outros 33 migrantes nas mesmas condições.

O bote foi detetado por um navio de guerra da NATO em missão na área m , que solicitou apoio no resgate à equipa da Polícia Marítima portuguesa, que se encontrava em patrulha no mar.

A Polícia Marítima retirou em segurança todos os migrantes do bote passando-os para a sua embarcação, onde foram transportados para o porto de Petra e entregues às autoridades gregas.

Durante a atual missão, que decorre sob égide da agência europeia FRONTEX e que teve o seu início no dia 1 de maio de 2017, a equipa da Polícia Marítima resgatou 784 migrantes que continuam a arriscar a própria vida para entrar na Europa através do Mar Egeu, entre a Costa da Turquia e da Grécia.

A Polícia Marítima encontra-se em missão de apoio à guarda-costeira grega, com o objetivo de controlar e vigiar as fronteiras marítimas gregas e externas da UE, no combate ao crime transfronteiriço, no âmbito das funções de guarda-costeira europeia.

Pin It on Pinterest

Advertisment ad adsense adlogger