CMF investe no Curral dos Romeiros

A Câmara Municipal do Funchal vai avançar para a criação de uma Estação de Tratamento de Águas Residuais compacta no sítio do Curral dos Romeiros, nas zonas altas da freguesia do Monte, que vai permitir àquela população ter, pela primeira vez, uma ligação à rede pública de esgotos. A ETAR compacta do Curral dos Romeiros representará um investimento de 273 mil euros, cuja candidatura para cofinanciamento comunitário já foi submetida ao POSEUR.

O Vice-Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, considera que “esta é a resposta da Câmara Municipal do Funchal a uma reivindicação antiga desta comunidade de cerca de três centenas de pessoas, sem ligação à rede pública de saneamento básico. Trata-se de uma conquista importante para esta população e de uma intervenção simbólica para a Autarquia, resolvendo uma questão com impacto direto na qualidade de vida das pessoas, em pleno século XXI.”

Para o autarca, que tem o pelouro sobre as Águas e o Saneamento Básico na Autarquia, a “intervenção reafirma o desígnio do Executivo em continuar a combater as assimetrias nas zonas altas do concelho. Tal como foi nosso compromisso eleitoral, vamos duplicar o investimento nas zonas altas do Funchal durante este mandato, num total de 15 milhões de euros, focados especialmente na melhoria de acessibilidades, em saneamento básico e no melhoramento de espaços públicos.”

O sítio do Curral dos Romeiros conta com 70 fogos residenciais e com uma população de cerca de 300 pessoas, mas não dispõe, até hoje, de serviços de saneamento básico, nomeadamente no que se refere à drenagem e ao tratamento das águas residuais domésticas. As moradias existentes apresentam soluções individuais de tratamento, principalmente através de fossas sépticas.

Refira-se que atenção da Autarquia para com esta que é uma das zonas habitacionais mais remotas do Funchal tem sido uma constante ao longo dos últimos anos, com múltiplas iniciativas de beneficiação em vários domínios. No passado mês de julho, o Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Paulo Cafôfo, esteve no Curral dos Romeiros para proceder à entrega formal do primeiro kit de Proteção Civil a equipar uma Unidade Local de Proteção Civil (ULPC) no Funchal. O Presidente tornou, então, a ULPC do Curral dos Romeiros na primeira totalmente funcional do concelho, sendo que o local que servirá de base à Unidade também já está definido: a Autarquia vai recuperar a antiga Escola do Curral dos Romeiros e sedear a recém-criada Unidade no seu piso superior. A obra já foi, de resto, adjudicada.

A Câmara Municipal do Funchal também já tem em curso a reabilitação do Caminho Reverendo Padre Eugénio Borgonovo, o percurso pedonal que estabelece a histórica ligação entre o sítio do Curral dos Romeiros e o Largo das Babosas, e que constituía um percurso muito utilizado, não só pela população local para se dirigir ao centro da freguesia, como também por turistas, num investimento cofinanciado de 400 mil euros. Miguel Silva Gouveia enaltece que “este é um caminho tradicional, utilizado ainda hoje pelos moradores do Curral dos Romeiros, uma população historicamente isolada, para chegar ao centro da sua própria freguesia. Também devido à progressiva degradação, o caminho foi perdendo alguma importância para os locais ao longo dos últimos anos, mas tornou-se, contudo, num trajeto de grande incidência turística”, pelo que, defende o Vice-Presidente, “a intenção da Autarquia continua a ser combater o isolamento do Curral dos Romeiros, potenciando aquele núcleo turisticamente e ajudando a catalisar a microeconomia do local.”

Pin It on Pinterest