Criminalidade especialmente violenta

A Polícia Judiciária, através da Unidade Nacional Contra Terrorismo (UNCT), em inquérito titulado pelo DCIAP, deteve nove homens e uma mulher, com idades compreendidas entre os 31 e os 49 anos, presumíveis autores da prática dos crimes de ameaça, coação, ofensa à integridade física, sequestro, exercício ilegal de segurança privada, tráfico, mediação e detenção de armas proibidas e corrupção.

No decurso da operação policial foram cumpridas dezasseis buscas domiciliárias e não domiciliárias, tendo sido apreendidos relevantes elementos de prova.

A investigação teve início com a denúncia do exercício de segurança privada ilegal em estabelecimentos noturnos e a prática, por parte dos seguranças, de crimes de ameaça, coação, ofensa à integridade física grave e sequestro relativamente a clientes desses espaços.

Os detidos, dos quais fazem parte três elementos de forças de segurança, vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

A operacionalização desta ação da Polícia Judiciária foi efetuada em estreita colaboração com a PSP e a GNR.

Pin It on Pinterest