São Gonçalo “estava deixado ao abandono até 2013”

A Assembleia de Freguesia de São Gonçalo reuniu, nesta quarta-feira, 27 de junho, com quatro pontos na Ordem de Trabalhos: 1. Aprovação da ata da sessão anterior; 2. Eleição de um vogal para a Junta de Freguesia; 3. Apreciação da Informação do Presidente; 4. Assuntos de interesse para a freguesia. A ata foi aprovada por unanimidade.

O novo vogal da Junta foi eleito com 10 votos favoráveis, 2 brancos e 1 contra. Na informação do Presidente, e após a explicação deste sobre o trabalho desenvolvido pelo Executivo da Freguesia entre a última Assembleia de Freguesia, de Abril, e esta, o vogal eleito pelo PSD, Duarte Luciano Gomes, entregou aos presentes o que é, para ele, o trabalho desta Junta. Entregou 5 folhas contendo 50 fotografias de várias zonas da freguesia que considerava em mau estado de limpeza e que estas fotos corresponderiam ao que a Junta não faz, entregou, também, 2 folhas com 15 fotos alusivas às atividades da Junta. O Presidente da Junta, Bruno Ferreira, ao verificar as fotos das zonas a necessitar de intervenção, explicou que, realmente compete à Junta solicitar aos serviços municipais para que procedam à identificação dos proprietários dos terrenos, explicou também, que “os vogais do PSD teriam a obrigação de saber que os terrenos privados são da responsabilidade dos proprietários, que os terrenos do IHM são da responsabilidade deste, que a Estrada do Aeroporto é da responsabilidade da Direção Regional de Estradas, bem como os terrenos, na Estrada Conde Carvalhal, em frente ao Supermercado Paraíso são do Governo Regional”.

O Presidente da Junta referiu, inclusive, que esta copilação de fotos só pode ter sido realizada pela “ignorância” deste vogal e que esclarecia-o com todo o gosto. Já referente ao que a freguesia faz, Bruno Ferreira iniciou por dizer que “realmente São Gonçalo estava deixado ao abandono até 2013, e que só por má-fé é que alguém pode se referir a algo único no Mundo como uma atividade menor e sem qualquer sentido”. Acrescentou ainda que “as Marchas de São João são únicas, com os balões a serem efetuados pela população e que o seu trajeto é percorrido com imensa alegria”.

O Autarca concluiu questionando se a Junta de Freguesia não defender o património cultural da Freguesia, quem o fará.

“As Marchas de São João são únicas”

Pin It on Pinterest