MSC Grandiosa representa um novo passo na gestão ambiental

O novo e mais inovador navio da MSC Cruzeiros até à data será apresentado a 31 de Outubro e vai introduzir na companhia dois grandes e importantes avanços ambientais a bordo para complementar uma ampla variedade de tecnologias ambientais já existentes em toda a frota da companhia: um inovador Sistema de Redução Catalítica Selectiva (SCR) e um Sistema Avançado de Tratamento de Águas Residuais (AWT) de última geração.

O MSC Grandiosa, que será inaugurado em Hamburgo, na Alemanha, a 9 de Novembro, vai apresentar um sistema SCR que ajuda a reduzir o óxido de nitrogénio em 90% através de uma tecnologia avançada no controlo de emissões activas. O óxido de nitrogénio proveniente das operações do motor é conduzido através de um catalisador – um dispositivo de alta densidade feito de metais nobres – e convertido em nitrogénio e água, ambos compostos inofensivos.

O navio também vai estar equipado com um sistema AWT de última geração. Através de uma filtragem muito fina, as águas residuais do MSC Grandiosa passam por um amplo processo de purificação que as transforma em qualidade próxima à água da torneira. O sistema vai de encontro ao chamado ‘Padrão do Báltico’ e trata as águas residuais a um nível mais elevado do que o que acontece na maioria das cidades em todo o mundo.

O novo navio emblemático da MSC Cruzeiros vai aderir, por isso, aos mais rigorosos padrões ambientais estabelecidos pela Organização Marítima Internacional (IMO), o que levará a quase um impacto zero nessas áreas. Isto permitirá ainda que o MSC Grandiosa seja certificado para operar em ambientes delicados como o Mar Báltico.

O MSC Grandiosa vai estar também apto a “ligar-se” à rede elétrica local, desde que o sistema esteja disponível no porto, para reduzir ainda mais as emissões do navio. Esta é uma funcionalidade amplamente disponível em toda a frota da MSC Cruzeiros e tornou-se num padrão para todas as novas construções, desde 2017.

Estas novas características foram adicionadas a outras tecnologias ambientais aplicadas no navio e em toda a frota da companhia, que visam minimizar e reduzir continuamente o impacte ambiental, incluindo: sistemas híbridos de última geração de limpeza de gases de escape (EGCS), que removem o óxido de enxofre das emissões dos navios; sistemas avançados de gestão de resíduos e de águas residuais; sistemas de tratamento de água de lastro; sistemas de tecnologia inovadores para a prevenção de descargas de óleo das áreas das máquinas e várias melhorias efetivas na eficiência energética – desde sistemas de recuperação de calor a iluminação por LED.

Atualmente, o MSC Grandiosa e 10 outros navios da frota de 17 navios da MSC Cruzeiros estão equipados para emissões mais limpas com o EGCS híbrido, que remove 98% do dióxido de enxofre da exaustão do navio. Os seis outros navios da companhia serão modernizados com esta tecnologia até ao final de 2021 e, até lá, contarão com o uso de combustíveis com baixo teor de enxofre para cumprir totalmente com os novos e mais rigorosos, já existentes, regulamentos marítimos.

O MSC Grandiosa é o terceiro navio da Classe Meraviglia a fazer parte da frota da MSC Cruzeiros e o primeiro de três navios Meraviglia-Plus. Será ainda o quinto novo navio da MSC Cruzeiros a ser apresentado nos últimos 2 anos e meio e faz também parte de um plano para construir 17 navios de cruzeiro altamente inovadores e ambientalmente saudáveis ​​entre 2017 e 2027.

Pin It on Pinterest