Liberdade depende de “disciplina” e “contenção”

O primeiro-ministro avisou, esta segunda-feira, que levantado o estado de emergência, em Maio, os portugueses ainda não poderão voltar à “viver como antes”. “Até haver uma vacina, não vamos retornar a vida normal”, sublinhou António Costa.
O governante reconheceu que “não podemos viver permanentemente nesta clausura”, mas estima que “só no verão de 2021 poderemos contar com a vacina”, pelo que “será necessário continuar a cumprir as regras de afastamento pessoal e higiene”.
“Vamos fazer uma nova avaliação do estado de emergência a 28 de Abril e definir orientações no Conselho de Ministros de 30 de Abril sobre como começar a retirar as restrições”, explicou o primeiro-ministro. “Todos desejamos não ter de renovar em maio o período do estado de emergência. (…) A nossa liberdade será tanto maior quanto maior for agora a nossa disciplina e contenção.”

Pin It on Pinterest