Rui Barreto abordou as obras de regularização das três ribeiras do Funchal

O dirigente do CDS, Rui Barreto, criticou o Governo Regional por se recusar a apresentar documentos que o Grupo Parlamentar do CSD requereu há já três meses (a 7 de julho de 2016) e que considera vitais para o cabal esclarecimento de todo o processo, em particular os estudos e pareceres técnicos (onde está o estudo que diz para construir uma muralha a tapar outra muralha com 200 anos?), peças do concurso (a obra foi por ajusto directo ou concurso público? Quais os critérios?), pareceres sobre o património que são as pontes e as muralhas das ribeiras, projecto de arquitectura, quem o realizou?

Rui Barreto estranha que um governo que afirma pugnar pela transparência revele alguma opacidade neste processo, o que lhe suscita a seguinte questão: “De que é que o Governo Regional tem medo?”

O parlamentar entende os funchalenses têm o direito a estes esclarecimentos, quer saber para quando o fim das obras que têm infernizado a vida dos funchalenses e sendo a obra necessária para a segurança da cidade, Rui Barreto pergunta por que razão a segurança não começa precisamente nas zonas altas onde as referidas ribeiras não estão canalizadas, não têm muros de suporte e o deslizamento de pedras, terra e detritos vegetais colocam em perigo a segurança do Funchal.

Pin It on Pinterest

Advertisment ad adsense adlogger