Sete morreram nas estradas durante a «Operação Ano Novo»

Sete pessoas morreram nas estradas portuguesas durante os quatro dias em que decorreu a Operação Ano Novo, disse em entrevista ao «Bom Dia Portugal», da RTP, o tenente-coronel Lourenço da Silva.

A GNR registou 658 acidentes que provocaram ainda oito feridos graves e 189 feridos ligeiros. A operação começou na sexta-feira e terminou ao final do dia de ontem.
Segundo o tenente-coronel Lourenço da Silva, houve este ano mais duas vítimas mortais e mais dez acidentes em relação ao ano anterior. Os números de feridos graves e leves são inferiores aos de 2015.
O dia 30 de Dezembro, sexta-feira e primeiro dia da operação, foi o mais negro nas estradas portuguesas, tendo-se registado três vítimas mortais.

Nenhum acidente esteve directamente relacionado com ingestão de álcool na passagem de ano, a maioria foram despistes, com as autoridades a mencionar o excesso de velocidade e as condições atmosféricas como causas possíveis.

Pin It on Pinterest