Exposição ‘L’Ego do Meu Bairro’ nos Paços do Concelho

A Associação OLHO.te inaugurou ontem, no Átrio da Câmara Municipal do Funchal, uma exposição de cerâmica, pintura de azulejo e fotografia, que está inserida nas atividades do Projeto L’Ego do Meu Bairro, uma parceria com a Fundação Calouste Gulbenkian, a Câmara Municipal do Funchal, a Junta de Freguesia de São Martinho e o IHM – Investimentos Habitacionais da Madeira.

O projeto foi uma das 16 propostas escolhidas pela Gulbenkian, de entre um total de 160 candidatas, com vista a apoiar a integração social através das práticas artísticas. O L’Ego do Meu Bairro visa potenciar e desenvolver as competências sociais, relacionais e profissionais de desempregados, com vista a promover a empregabilidades destes cidadãos em idade ativa. É um projeto artístico cujo conceito se baseia, tal como os legos, em partes que se encaixam permitindo inúmeras possibilidades, mas aplicado a situações reais, a um bairro e à sua população residente. A mostra artística será agora instalada e concretizada no próprio Bairro da Nazaré.

O vereador Miguel Silva Gouveia fez as honras da casa e começou por enaltecer Hugo Andrade, presidente da OLHO.te, pelo “brilhante trabalho” levado a cabo pela Associação, que “continua incessantemente a descobrir soluções para ir ao encontro das pessoas que mais precisam, dando-lhes o valor que merecem e colocando-as em primeiro lugar”.

Para o vereador, o L’Ego no Bairro foi “uma ideia inovadora, reconhecida ao mais alto nível pela Fundação Gulbenkian, que tem a inteligência e o mérito de usar a arte para cativar pessoas que se encontram desempregadas e dar-lhes um propósito, protegendo-as de faltas de rumo que as pudessem prejudicar.”

Miguel Gouveia elogiou, igualmente, “a evocação de elementos da memória coletiva da Madeira, o que confere ainda mais significado aos trabalhos realizados, já de si ricos e transversais, da pintura à cerâmica”, concluindo que ficam expostos no lugar certo, “porque o Átrio dos Paços do Concelho deve ser a montra para o que há de melhor no Funchal”. Em dia de cruzeiros, acrescentou o Vereador, o espaço recebe, em média, mais de 700 pessoas.

No fim, ficou um repto: “tal como o Bairro da Nazaré veio hoje apresentar o seu trabalho aos Paços do Concelho, contamos com o convite para que, assim que o trabalho esteja concluído nas paredes do Bairro, seja a vez dos Paços do Concelho visitarem a Nazaré, o que muito nos honrará”.

Pin It on Pinterest