FMI prevê 1% de crescimento em 2021

O Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê que a economia portuguesa cresça 1,3% em 2017 e abrande nos anos seguintes até 1% em 2021, em consequência dos constrangimentos estruturais da economia, do elevado endividamento das empresas e dos problemas para os bancos com o crédito malparado que têm nos seus balanços.

No relatório da quinta missão de monitorização pós-programa de resgate, os técnicos do FMI assinalam que os principais constrangimentos para Portugal mantêm-se e podem trazer dissabores no futuro, alertando para o problema do excessivo endividamento da economia, tanto no sector público como privado, o que limita a capacidade da economia de crescer de forma mais robusta.

Pin It on Pinterest