Europa concentra alterações nas previsões da Crédito y Caución

As mais recentes previsões da Crédito y Caución por países, atualizadas pela seguradora de crédito todos os meses, registam nove alterações na Europa, especialmente concentradas nos setores de Maquinaria, Automóvel e Agricultura. “Portugal regista uma melhoria nas previsões no setor Automóvel (de Favoráveis para Boas) graças ao aumento das vendas e à melhoria do subsetor de componentes. Também a Itália regista melhorias no setor Automóvel (de Favoráveis para Boas) e Maquinaria (de Favoráveis para Boas) graças à maior debilidade do euro que permitiu manter as exportações enquanto a procura interna continuava a crescer.

A notável melhoria na economia e nos pagamentos na Rússia, juntamente com a força do rublo, a melhoria da liquidez e o aumento da procura de bens de capital, possibilitou o elevar das previsões no setor do Aço (de Desfavoráveis para Favoráveis). Na Eslováquia, a quebra das taxas de morosidade e as melhores condições financeiras no setor Agrícola (de Favoráveis para Boas) gera uma mudança positiva nas suas previsões”, apontam as previsões da Crédito y Caución.

Na Bélgica, o setor Financeiro (de Boas a Favoráveis) piora devido à acumulação de insolvências e aos prazos de pagamento longos. Pelo contrário, o setor de Maquinaria (previsões evoluem de Favoráveis para Boas) revela um bom comportamento graças à diminuição das insolvências e dos problemas de pagamento.

Polónia e Dinamarca concentrar as maiores deteriorações na Europa. Na Polónia, os casos de gripe das aves desde finais de 2016, levaram a uma queda das previsões no setor Agrícola (de Boas para Favoráveis) centradas no segmento de aves de capoeira. Na Dinamarca, as previsões para o setor Químico vêem-se agravadas (de Excelentes para Boas) devido ao intenso controlo de preços nos Estados Unidos, o seu mercado-chave.

Fora da Europa, apenas se registam alterações no setor da Construção (de Favoráveis para Boas) na Indonésia, devido ao impulso dado por novos projetos e infraestruturas lançados pelo Governo.

As previsões apresentadas no Quadro 500, que inclui meio milhar de perspetivas de comportamento detalhadas por setores e mercados, foram realizadas por analistas de risco que avaliam o risco associado às empresas diretamente em cada mercado, sempre que uma empresa portuguesa segurada pela Crédito y Caución quer fechar uma operação comercial nos mercados externos. Em Portugal, a Crédito y Caución é o único operador de seguro de crédito integrado num operador global, a Atradius, que conta com presença direta em 50 mercados e cobertura em qualquer país do mundo através de Centros de Expertise que analisam e subscrevem o risco a partir da equipa mais próxima do comprador.

Pin It on Pinterest