Polícia à caça de homem que colocou homicídio a tiro no Facebook

A polícia de Cleveland lançou uma caça a um homem que colocou no Facebook um vídeo de um homicídio a tiro, cometido no domingo numa rua daquela cidade dos EUA.

O Facebook indicou em comunicado que o suspeito, Steve Stephens, de 37 anos, esteve em direito na rede social nesse dia, mas não durante o homicídio.

A polícia tinha dito que Stephens tinha transmitido o crime no ‘Facebook Live’, que permite fazer vídeos em direto.

No vídeo era possível ver o suspeito a conduzir um carro e a parar quando vê um idoso no passeio. Depois de uma curta troca de palavras, o homem saca da arma e dispara um tiro.

O Departamento de Polícia de Cleveland identificou a vítima do crime como Robert Goodwin Sr., de 74 anos.

Stephens terá dito que estava chateado com uma mulher quando matou Goodwin.

“Ela é o motivo pelo qual isto te vai acontecer”, disse, antes de apontar a arma.

O suspeito publicou vários textos na rede social ao longo do dia, onde ia contando as pessoas que dizia ter liquidado. Stephens afirmava numa dessas mensagens que já tinha matado doze pessoas. Mais tarde, actualizou o número para 15.

Pin It on Pinterest