Câmara aposta em formação para sensibilizar para a Agricultura Biológica

A Câmara Municipal do Funchal (CMF) promove, a partir desta sexta-feira, dia 19 de janeiro, a 1ª edição de um ciclo de formações sobre boas práticas agrícolas e ambientais, destinadas aos utilizadores das hortas urbanas municipais do Funchal.

Trata-se de uma iniciativa da Divisão de Jardins e Espaços Verdes Urbanos, do Departamento de Ciência e de Recursos Naturais da Autarquia. A Vereadora com a tutela do Ambiente, Idalina Perestrelo, considera que esta formação vai de encontro à pretensão deste Executivo “em tornar o Funchal uma cidade cada vez mais sustentável e mais ecológica”.

O objetivo é sensibilizar para a Agricultura Biológica, como prática de produção sustentável, e consciencializar para as vantagens atinentes ao consumo de alimentos mais saudáveis, mais frescos e melhor cultivados, ao mesmo tempo que se promovem práticas de impacto positivo no ecossistema. De acordo com Idalina Perestrelo, “serão abordados temas como as rotações das culturas, a regeneração dos solos, a compostagem e o controlo de pragas e doenças, entre outros, por forma a fomentar a melhoria da fertilidade e da biodiversidade do solo”.

A primeira formação realiza-se entre os dias 19 de janeiro e 2 de fevereiro de 2018, no Centro Cívico de São Martinho, estruturada em três módulos, que decorrerão em período pós-laboral (19h-21h). As formações são de participação gratuita, mas obrigam a uma inscrição prévia, que pode ser efetivada presencialmente, no serviço das Hortas Urbanas, situado na Rua da Mouraria, n.º 31, ou ainda de forma direta, a qualquer técnico camarário presente nas hortas, através de chamada telefónica para os respetivos serviços (291 211000) ou, finalmente, através do site da Câmara Municipal do Funchal.

Pin It on Pinterest

Advertisment ad adsense adlogger