Câmara aposta em formação para sensibilizar para a Agricultura Biológica

A Câmara Municipal do Funchal (CMF) promove, a partir desta sexta-feira, dia 19 de janeiro, a 1ª edição de um ciclo de formações sobre boas práticas agrícolas e ambientais, destinadas aos utilizadores das hortas urbanas municipais do Funchal.

Trata-se de uma iniciativa da Divisão de Jardins e Espaços Verdes Urbanos, do Departamento de Ciência e de Recursos Naturais da Autarquia. A Vereadora com a tutela do Ambiente, Idalina Perestrelo, considera que esta formação vai de encontro à pretensão deste Executivo “em tornar o Funchal uma cidade cada vez mais sustentável e mais ecológica”.

O objetivo é sensibilizar para a Agricultura Biológica, como prática de produção sustentável, e consciencializar para as vantagens atinentes ao consumo de alimentos mais saudáveis, mais frescos e melhor cultivados, ao mesmo tempo que se promovem práticas de impacto positivo no ecossistema. De acordo com Idalina Perestrelo, “serão abordados temas como as rotações das culturas, a regeneração dos solos, a compostagem e o controlo de pragas e doenças, entre outros, por forma a fomentar a melhoria da fertilidade e da biodiversidade do solo”.

A primeira formação realiza-se entre os dias 19 de janeiro e 2 de fevereiro de 2018, no Centro Cívico de São Martinho, estruturada em três módulos, que decorrerão em período pós-laboral (19h-21h). As formações são de participação gratuita, mas obrigam a uma inscrição prévia, que pode ser efetivada presencialmente, no serviço das Hortas Urbanas, situado na Rua da Mouraria, n.º 31, ou ainda de forma direta, a qualquer técnico camarário presente nas hortas, através de chamada telefónica para os respetivos serviços (291 211000) ou, finalmente, através do site da Câmara Municipal do Funchal.

Pin It on Pinterest