Governo quer saber razões para atrasos do INEM

O Governo da República quer saber com mais detalhe os motivos que estão por detrás do atraso nos tempos de resposta do Serviço de Emergência Médica (INEM), razão pela qual vai criar um grupo de trabalho que tem por missão analisar a actual situação do INEM. Depois terá três meses para propor soluções.
O Sindicato dos Técnicos de Ambulância de Emergência e a Ordem dos Médicos aplaudem a iniciativa e concorda com a criação deste grupo de trabalho.

Também a Ordem do Médicos, pela voz do bastonário José Manuel Silva, já fez saber que, para além deste estudo, é necessário recrutar mais pessoal especializado para o sector de emergência médica.

O tempo de resposta actual a uma chamada para o INEM era no mês passado de um minuto e três segundos, já bem acima dos sete segundos recomendados pelas normas internacionais.

Pin It on Pinterest