Reembolsos fiscais aumentam défice em 314 milhões de euros

O dados da Execução Orçamental, divulgados hoje pela Direcção-Geral do Orçamento, anunciaram um agravamento de 314 milhões de euros no défice devido aos reembolsos fiscais.
“Até Abril de 2017, o défice das Administrações Públicas foi de 1,931 mil milhões de euros, aumentando 314 milhões de euros face ao ano anterior em resultado essencialmente do aumento de 530 milhões de euros nos reembolsos fiscais”, explicou o Ministério das Finanças em comunicado.
Apesar do excedente primário ter aumentado para 983 milhões de euros, e da receita ter crescido 0,2%, a devolução de um valor mais alto aos contribuintes em 2017 provocou uma devastadora subida de 1,4% nas despesas públicas. Mas o Ministério das Finanças descansa quem está preocupado com o aumento do défice.

“A adopção de procedimentos mais eficientes nos reembolsos de IVA e de IRS asseguram uma devolução mais rápida às empresas e às famílias. Esta alteração não coloca em risco o saldo orçamental pois o seu efeito dissipar-se-à com o decorrer do ano”, afiança.

Pin It on Pinterest