Há 700 mil portugueses sem médico de família

O secretário de Estado adjunto e da Saúde, Fernando Araújo, admite que há cerca de 700 mil portugueses sem médico de família atribuído. Segundo o governante, há dois anos eram 1,2 milhões de utentes nesta situação.
Em entrevista à agência Lusa, Fernando Araújo disse que está para ser iniciado o concurso para os cerca de 100 médicos de família que acabaram a especialidade no final do ano passado, o que permitirá atribuir um médico a mais 170 mil utentes.
O Ministério da Saúde mantém a expectativa de conseguir atribuir médico de família a todos os portugueses até ao final da legislatura, mas confessa que é necessário esperar para ver como corre este ano para conferir se o objectivo é exequível.
“Temos menos meio milhão de utentes sem médico de família desde o início da legislatura, mas eu não durmo descansado enquanto temos 700 mil utentes sem resposta estruturada. E preocupa-me que não haja equidade”, afirmou.
A região de Lisboa e Vale do Tejo é a mais deficitária, enquanto na região Norte a esmagadora maioria dos utentes tem médico de família.

Pin It on Pinterest

Advertisment ad adsense adlogger